Publicado em 1 comentário

Começos e recomeços

Assim de repente chegou setembro, já se foram as férias e a licença de maternidade. Estou em mês de começos e recomeços…os crescidos recomeçam o trabalho, a pequena recomeça a escola e o piolho vai começar a creche!

Imaginam a loucura que me espera este mês, não? Tenho, não só de me readaptar ás rotinas de trabalho, mas também ajustá-las à nova realidade familiar. Ora estou eu no meio destas lutas, quando a minha amiga Mariana resolve revelar o seu segredo de organização…nem de propósito!

sos_organizar

A Mariana é mãe de 3 meninas deliciosas, tem um trabalho a tempo inteiro e ainda um site e negócio online…não é para qualquer um, não! Pois bem, ORGANIZAR é palavra de ordem lá em casa e agora passou a ser cá também. Mas quem melhor que ela mesma para nos explicar como tudo funciona:

– Bem-vinda Mariana, antes de mais explica-nos como tudo surgiu, como começaste a criar estes formatos.

Tudo isto nasce da minha necessidade, que acredito é semelhante às necessidades de grande parte das mulheres dos dias de hoje. A vida dos dias de hoje é exigente e os horários apertados. É tudo uma correria e as responsabilidades acumulam-se e nunca deixamos de sentir a pressão de atender a tudo, dar-mos o nosso melhor, sermos capazes.

Mas não é assim tão fácil, ter um emprego que exige tudo de nós ou uma família que merece tudo de nós, ou as duas coisas juntas, é todo um manancial de coisas que precisam de ser geridas, pensadas e executadas e o resultado nem sempre é brilhante. E, claro, acaba com o nosso tempo, aquele que tanto precisamos para aliviar a carga dos dias. E é difícil gerir tudo isto de forma eficaz.

A minha história é semelhante à de qualquer outra de vocês: a situação estava controlada até ao dia em que fui mãe. Desde então que a minha vida me faz sentir que vou descarrilar a qualquer momento! É aqui que descobrimos que não podemos ser tão distraídos. Não convém esquecer a hora do medicamento, nem o dia da consulta, nem de comprar leite, e com todas as noites mal dormidas aposto que nem te lembraste daquela reunião tão importante que afinal é hoje e passou-te completamente ao lado!

Depois nasceu outra criança e a seguir mais outra e o meu tempo encolheu e as minhas responsabilidades aumentaram. Há muita coisa para “saber de cor”, para me lembrar, para fazer, para não esquecer, tudo vezes 3 a somar à casa, ao marido (que também precisa de atenção, claro!) e ao trabalho.

E algures no processo apareceram as primeiras listas de compras, a listas dos projectos pendentes, a lista de tarefas de tudo o que tinha para fazer num determinado dia e foi crescendo assim, à medida das minhas necessidades.

Pouco depois da minha 3ª filha nascer aconteceu ter as 3 crianças doentes. Ao final das primeiras 24 horas e sem dormir já não sabia quem tinha tomado o quê e quando. Então colei 3 folhas A4 na porta do frigorífico e escrevi os nomes, as horas, os medicamentos e as doses e resultou! Foi nessa altura que pensei que se me ajudava a mim então também devia ajudar outras mães-mulheres-donas de casa!

– À primeira vista preencher tantos organizadores faz-nos sentir que estamos a somar trabalho, a criar mais uma coisa para fazer e não tanto a poupar tempo. Como funcionam afinal?

Os mapas fazem parte daquilo que deve ser o sistema de organização de cada pessoa e não são por si o sistema. Eu falo um bocadinho sobre isto no S.O.S. Organizar, mas o que quero clarificar é que um sistema de organização deve ser suficientemente flexível para se ajustar a cada pessoa e só assim é que funciona. Se tentarmos adaptar cada pessoa ao sistema ele nunca vai funcionar.
O objetivo de cada mapa é reduzir o tempo ou o desgaste de cada tarefa. Teres uma check-list de coisas que precisas elimina a necessidade de te lembrares das coisas e não corres o risco de te esqueceres, basta veres. Por exemplo, as ementas servem para eliminar aquele momento do dia em que pensas “o que hei-de fazer para o jantar?” e em que chegas à conclusão que afinal não tens frango, nem coentros, e as cenouras também acabaram, e em que acabas por fazer bifes com arroz. Outra vantagem é poder estruturar uma alimentação mais saudável, porque consegues ver no papel os dias em que comes carne, peixe, batatas, arroz e massa. Assim não estás sempre a comer carne com massa ou peixe com batatas. É mais fácil variar. Funciona para toda a gente? Não. Claro que não, e não faz mal!
Os mapas obrigam-te a escrever e ao escreveres as coisas tornam-se mais efectivas. Isto é particularmente importante quando defines objetivos. Escrevê-los torna-os concretos e reais para ti e ficam ali frente a frente contigo. Se calhar não vais usar o orçamento mensal sempre, mas imagina que queres juntar uns troquinhos para ti, fazeres este exercício por escrito produz mais resultados do que se disseres só para ti que este mês não podes gastar tanto dinheiro. Há muita psicologia por trás disto!
E pode até haver mapas que não fazem sentido para algumas pessoas ou para determinados momentos da vida. Eu nem sempre faço inventários mas não prescindo do inventário do congelador quando tenho que deixar 40 refeições congeladas prontas a serem usadas! Até porque acaba sempre por haver outros imprevistos e sobram refeições que podem ser usadas no mês seguinte. Quando tenho refeições prontas no congelador só tenho de consultar a ementa e tirar a refeição correspondente do congelador! Não tenho que pensar no que é que vou fazer para o jantar!
Podia estar aqui para sempre a falar de cada um dos meus mapas! Mas eu preparei um documento que faz parte do S.O.S. Organizar onde explico como eu uso cada mapa, que problema me resolve e que beneficio traz. E se quiseres saber mais podemos sempre trocar umas ideias sobre o assunto!

ementa

– Muitas de nós já utilizamos agendas e listas no nosso dia-a-dia. Mas este produto, mais que um conjunto de folhas é uma ferramenta completa de organização, queres explicar-nos como?

Começa por ser abrangente. Não olha para a mulher só como mãe, como profissional, ou como dona de casa. Está desenhado para articular tudo isso porque a verdade é que somos multifacetadas, sem duplicações nem passos desnecessários.
E não pretende tornar cada uma de nós em super-mulheres, mestras na eficiência e eficácia dos processos de gestão doméstica nem tão pouco em perfeitas fadas do lar. O propósito desta ferramenta é ganhar tempo. Despachar tudo o que tem de ser feito, porque temos as nossas responsabilidades, mas fazê-lo de uma forma rápida, eficiente e o menos dolorosa possível para podermos ganhar algum tempo para o que gostamos de fazer.
E volto a dizer, é flexível. Ajusta-se facilmente às necessidades individuais de cada um. Os mapas não são fechados: são válidos para todos os anos vindouros, estão pensados para quem não tem crianças, para quem tem 1 ou 2 ou 3 ou… quantos quiseres. Há espaço para todos. Funciona sempre.
E estão em Português!

– Nos dias de hoje e para a maioria das mulheres a vida é composta de um grande misto de situações…na agenda misturamos a lista das compras com o relatório do trabalho a prescrição do antibiótico e a receita de bacalhau para o jantar. Estes organizadores conseguem acompanhar todas estas facetas?


Garantidamente todas! O S.O.S Organizar está estruturado em 4 partes: os planeadores gerais como os calendários e os mapas anuais; os pessoais que se prendem com a gestão pessoal do tempo, com as nossas tarefas pendentes, com os nossos objetivos; os familiares que estão mais vocacionados para quem tem crianças e tem de gerir horários, distribuir tarefas, incentivar comportamentos e afins, e os que se aplicam à gestão doméstica como as listas de compras, a organização das limpezas ou os inventários. Estamos em todas, não estamos?

Mas de qualquer forma, se faltar alguma vertente o meu email é: mariana[at]meiasmarias[.]com e estou disponível para acrescentar o que te falta!

– Depois de tudo isto, só me resta perguntar-te se me podes organizar o tricot também?

Posso ajudar! Podes contar com um organizador de projeto, onde registas o nome, o esquema que estás a seguir, as lãs que estás a usar e as agulhas. Tem espaço para notas e para registares as alterações que vais fazendo. E ainda… Espaço para a amostra e espaço para guardares amostras das lãs que estás a usar.
E como eu sei que não sou a única a ter uma ou duas dezenas de projetos por acabar, o S.O.S. Organizar tem uns cartões de acompanhamento onde identificas o projeto, as lãs e as agulhas que estás a usar e onde registas a parte do esquema onde paraste.
E porque o natal está à espreita ainda inclui uma lista de projetos a fazer para oferecer!

1-1-IMG_3323

Obrigada pela visita Mariana! Deixa-me dizer-te que gosto muito como todos os organizadores são coloridos (a prometer animar até os dias mais cinzentos) e de estar tudo em português (que já estava farta de ter uma ementa com “dinner” e “sunday” na minha cozinha). E os bónus pensados para os nosso projectos de tricot e crochet são fantásticos!

Para mim a cereja no topo do bolo é o cartão para projecto em curso: para deixar naqueles projectos que se vão acumulando no armário e que juro que “vou acabar um dia”. E nesse cartão posso anotar todas as informações importantes para quando retomar o trabalho e já nem me lembrar que agulhas estava a utilizar! (Isto não me acontece só a mim, pois não?)

Se quiserem saber mais sobre este conjunto de organização podem visitar o site Meias Marias ou ir directamente à loja e comprar o vosso. Eu vou continuar a organizar…

1 comentário em “Começos e recomeços

  1. Acho fantástico Filipa . Tem toda a razão .
    Vou tentar ser mais organizada e tenho quase quase 70 anos…
    Continue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.